domingo, março 08, 2009

Ela


Ri, chora, manda...
Faz e acontece...
Tece e não esquece...
O amor doado.

É contemplada como quem olha uma flor...
E exala o cheiro suave da força...
Emana a simplicidade e sabe se impôr...
Importa que assim haja, pois expressa amor.

Apaixonada, olha sem graça...
O objeto de admiração...
Linda, finge e disfarça...
Faz que olha em outra direção.

Conversa entre outras, explica e observa...
Faz carinho ao filho amado...
Ao amor ao lado...
Trabalha e ignora a vida sem mágica.

É vista pelos admiradores como fonte de atenção...
De carinho e de fé...
De vida e sobriedade adulta...
É culta, mesmo quando calada.

Age e reage...
O momento é o que importa...
A história se renova...
A História bate à porta.

É Ana, Maria, Gabriela...
É Luana, Alessandra e Daniela...
É Jéssica, Mariane e Luciana...
Todas, muito belas.

Danila, Iramaya e Luciana...
Adriana, Natasha e Hannah...
Érica, Tiane e Alziane...
Keila, Márcia e Andrea.

Nomes que representam a mim...
A doce e simples forma de ser...
Que mostra que a mulher brasileira...
Ou, quiçá da Terra inteira,
É linda, sincera e sexo forte.
Sábia, decide mais...
Como a mãe que me faz...
A mãe que tanto amo e traz mais o que sou.

5 comentários:

Ana disse...

Linda mensagem João...fiquei sem palavras...obrigada pela homenagem!!! Fique com Deus! Figurou a alma de um poeta!

Ana Marta

Lu. disse...

Amei!!!!



=)


___nO wOrDs___

.

Lu. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leveza de ser. disse...

A homenagem foi bonita.

=]

Regiane disse...

lindo, amigo!