quarta-feira, maio 27, 2009

É...


Vive-se num mundo materialista. [ponto]
Vive-se num mundo individualista. [ponto]
O ser humano é egoísta. [ponto]
Condicionaram-nos a crer que todos são individualistas...
Ou seja, sempre desejamos algo material em troca de atos...
Mas...
O mundo "lá fora" não é necessariamente o mundo "de cá"...
Aprendi que não adianta você ter intenção, faça.
Entendi que, mesmo que tenhas intenção e ato,
Ainda podes ser mal interpretado ou mal interpretada...
Por que?
Ora, "vive-se num mundo materialista"
E "num mundo individualista".
Se cremos que isto é a mais pura verdade humana,
Então sempre seremos os calhordas,
Idiotas sem coração,
Insanos descabidos,
Rebeldes sem causa...

Nenhuma atitude é original...
Ninguém é mais somente um puro e simples egoísta.
É apenas mais um que deseja pertences materiais...
"Somos" materialistas, certo?
"Somos" individualistas, certo?
Errado.
Nada somos e tudo somos.
Somos o que escolhemos ser.
Escolho demonstrar carinho e atenção...
Mas, apesar de enxergarem segundas (e terceiras) intenções,
Continuo sentindo o que sei que sou...
E sou mais que isso!

Porém, se insistem em crer que sou mais um...
Patife disfarçado...
Idiota descarado...
Perigo em potencial...
Tiro contra a moral...
Assalto à mão armada,
Que fazer?
Recolho-me.

Nada mais pode ser feito.
Pois a partir daqui só resta o medo...
A insegurança diante de uma existência vazia...
Uma existência deslocada do sentido.
Pois foi empurrada a descrer de si própria como existir...
Não compreende que existir é ser-o-que-quiser-no-mundo...
E mais, não sabe que isto é possível...
Recolho-me na ternura que resiste em mim...

2 comentários:

Piegas disse...

"Vou mostrando como sou e vou sendo como posso..."

Materialismo exacerbado, capitalismo impregnado...
individualismo concreto,
mas poderia ser de outra forma se nossas escolhas refletissem algo além do que realmente somos, mas o que vemos quando olhamos no espelho? Só enxergamos aquele ser que também só nos enxerga... Ou não...

Valeu meu caro João.

João Lins disse...

Ou não... (rs) Perfeição!