quarta-feira, abril 01, 2009

Menino de Pé no Chão


O menino de pé no chão dançava...
Esquecia-se de si!
Ventava e com o vento estava...
Movia-se assim!

O menino de pé no chão bailava...
Cantava a doce melodia do ar...
Abria os braços e se equilibrava...
A mim encantava!

O menino era pobre, eu sei...
Mas rico de saber...
Estava nu...
Mas revestido da fé do conhecer!

Eita menino inspirador!
Supera(dor)!
Pé após pé...
Norteador...

Cabelo crespo e camiseta rasgada...
Andar firme, maleável, gingado...
O menino seguia...
E deixava em mim saudade.

Saudade de quê, se o vi somente uma vez?
Saudade da doce melodia...
Não a que ele cantava...
Mas a que sua vida ressoava.

Um comentário:

Gabriella. disse...

Lindo! Lindo!
tanta coisa se pode aprender
com estes meninos.
e tantas histórias deles se pode contar.
são tantas que se juntássemos o meu recanto e a tua leitura libertária não caberia tanto saber.

e, a saber,... são eles que mais aprendem com a vida e com o viver.

[um beijooOOo]