terça-feira, julho 12, 2005

Um Deus



Quem move a pena é o dono das palavras?
É o dono das idéias?
Ou... não será dono de nada?
Nem de si mesmo...
De sua mente...
Imaginação...
Imagens oníricas o controlam?

Quando as pesadas portas se abrem...
O inconsciente emerge...
Eis o "super-realismo"... Surrealismo!
Eis a arte em todo ser humano!
Eis o artista escondido!

E o dono, quem será?
Quem controla?
Quem, afinal de contas, faz?

...a pena se move sozinha...
...o pincel se move incônscio...
...a tela, o papel, têm vida própria...

O momento eterno:
O tudo e o nada se fundem...
O passado, presente e futuro, uma coisa só são!

O "eu" inexiste...
...o "eu" inexiste...
...o "eu" inexiste...

7 comentários:

talon61bobby disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Luciana disse...

Oi... mto bom e inteligente este texto, gostei mto!
To passando aqui pra dizer q respondi o seu comentário no meu blog!
Té mais...

Ju Lins disse...

João! Tô passando só pra dar um alô e parabenizá-lo pelo texto. Muito interessante! Um abração pr vc,"parente". hahaha ;D

darrelalexander06791585 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
louisjohn9002 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Luiz Roberto Lins Almeida disse...

o "eu" frente ao tempo. temática excelente.

michelnelson26356570 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.